De onde vêm as dores de cabeça?

De onde vêm as dores de cabeça Veja dicas que ajudam a identificar o problema

Para viver com mais qualidade de vida e sem interrupções, fique de olho em atitudes diárias que funcionam como gatilho para as dores de cabeça

Existem mais de 200 tipos de dores de cabeça, a enxaqueca é uma delas e atinge um em cada cinco brasileiros. Além disso, é uma doença neurológica de diagnóstico clínico com predominância em pessoas jovens, principalmente mulheres, que pode ser prevenida e tratada. Para que você possa viver com mais qualidade de vida e, principalmente, sem interrupções, listamos algumas dicas para você ficar de olho e descobrir o seu gatilho:

Pular as refeições principais – Você só toma café e depois só janta? Errado! O certo é fazer as três refeições: café da manhã, almoço e jantar, com alimentos frescos e cheios de nutrientes. Além de não pular as refeições, é importante comer no mesmo horário, criando uma regulação crono-biológica.

Queijo – Os amantes do queijo podem ter mais dor de cabeça. Portanto, mantenha um diário alimentar, a fim de ajudar a identificar a relação da dor com a ingestão de queijos. Uma dica útil é: se o queijo lhe der dor de cabeça, mude o tipo ou a marca. Queijos podem ser alimentos positivos, pois têm alta concentração de vitaminas A e D, mas os derretidos são mais difíceis para digerir.

Rabo de cavalo apertado – A moda pode pedir rabos altos e apertados, mas isso não é uma boa ideia se você tiver propensão a dores de cabeça. Até sutiã apertado pode causar dores de cabeça. Melhor mesmo é viver livre, leve e solto (a), sempre que possível!

Cheiros fortes – Os cheiros ruins não são os únicos a provocar mal estar. Perfumes e flores também podem ser o estopim de um incômodo corporal.  Tenha especial atenção com produtos de limpeza.

Bebida alcoólica – Que beber em excesso faz mal à saúde não é novidade para ninguém. Mas, para os que sofrem de enxaqueca, é importante notar se o consumo de alguma bebida específica não é a causa de suas dores. As bebidas com alto teor de sulfitos, como o vinho tinto, geralmente causam mais dor de cabeça. Portanto, é sempre bom evitar excessos.

Óculos com o grau errado – Já pensou que aquela dorzinha de cabeça chata pode ser resultado de óculos com grau defasado? Para conferir, marque uma consulta com o seu oftalmologista.

Calor – Mudanças bruscas de temperatura também podem ser a causa de um mal estar. Como não podemos controlar o tempo, conhecer o próprio corpo é o primeiro passo para uma vida melhor. Se um calor repentino, por exemplo, lhe causa dor de cabeça, use e abuse dos líquidos (água e sucos), leques e tente ficar em ambientes mais frescos.

Bruxismo – O ranger dos dentes é causa comum de dor de cabeça. Para isso, o recomendado é procurar um dentista e resolver o problema, que pode ser causado por outro grande inimigo, o estresse. Dessa forma, talvez seja necessário passar por uma consulta com o psiquiatra ou psicoterapeuta.

Estresse – Grande culpado de vários males do homem moderno. Por isso, não ache que é uma frescura procurar formas de relaxar e ter uma vida mais leve.

A recomendação máxima é procurar um médico caso as dores de cabeça persistam, apesar dos cuidados básicos descritos acima. E evite a automedicação, afinal de contas, se seu problema for enxaqueca, fazer uso descontrolado de analgésicos e anti-inflamatórios pode piorar a dor. Há medicamentos voltados tanto para a prevenção, quanto para as crises de enxaqueca. Só seu neurologista pode indicá-los.

Gostou deste conteúdo? Então leia também: Magnésio pode ser um bom aliado contra a enxaqueca. Entenda

 

Relacionados