Sal do Himalaia é bom para a enxaqueca?

O sal do Himalaia é bom para a enxaqueca?

Circula na internet uma receita com este sal rosado, que seria capaz de eliminar as crises. Calma, não existe milagre contra a enxaqueca

 

São crescentes na internet os relatos de que receitas com o sal do Himalaia são eficazes para cortar as crises de enxaqueca. Em primeiro lugar, é preciso deixar claro que não há nenhuma comprovação científica sobre esta suposta capacidade curativa do sal do Himalaia. Em segundo lugar, vale repetir que todo e qualquer tratamento preventivo das crises e de combate à dor tem de ser recomendado pelo médico.

De onde, então, surgiu esta fama do sal do Himalaia? Além desta suposta relação com a cura das crises de enxaqueca, esse sal rosado (muitos o chamam de “sal rosa do Himalaia”) tem sido muito divulgado por sua capacidade de trazer benefícios para a saúde. Tais benefícios vêm do fato de este sal não ser refinado e, por isso, conter muitos outros minerais importantes para a nossa saúde, além do sódio.

Dentre estes minerais, se destaca o cálcio, o potássio e o ferro, encontrados em maior quantidade no sal do Himalaia do que em outros dos seus principais concorrentes, como o sal de cozinha refinado que usamos diariamente, o sal grosso e o sal marinho. Aliás, é justamente o óxido de ferro que garante a cor rosada do produto.

O sal do Himalaia é extraído aos pés da cordilheira de mesmo nome, na Ásia, onde ficam as maiores montanhas do mundo, como o Everest. Apesar de ser mais caro do que o sal refinado, quem defende seu uso garante que vale a pena por conta da diferença no sabor e nos benefícios da saúde. Embora, de acordo com nutricionistas, a quantidade de minerais encontrada nesse sal seja irrelevante.

Seja como for, é importante lembrar duas coisas: o sal refinado que usamos diariamente precisa mesmo ser usado com moderação. Afinal, seu uso em excesso provoca um desequilíbrio no nosso organismo, capaz de levar a doenças cardiovasculares, renais, entre outras. Para quem sofre de enxaqueca, a recomendação é ainda mais importante, pois o desequilíbrio também pode ser um poderoso gatilho para as crises.

Porém, isso não significa que o sal refinado precise ser abolido. Nosso organismo precisa de sódio para exercer algumas tarefas fundamentais. Além do mais, este sal é – por lei – enriquecido de iodo, outra substância fundamental. O segredo, então, é o uso com moderação. Nada de exagerar no sal!

Voltando ao sal do Himalaia, uma receita divulgada como capaz de colocar fim à crise de enxaqueca utiliza meio copo d’água, um limão espremido e duas colheres de chá de sal do Himalaia. Mexa bem a mistura e beba na hora. Como dissemos, não há comprovação científica sobre tal efeito e, atenção: mesmo que essa mistura pareça inofensiva, você não deve testá-la antes de conversar com o médico, especialmente se tiver quadro de hipertensão (pressão alta).

 

Veja também:

Cardápio antienxaqueca: saiba o que desencadeia e o que previne as crises

Gengibre é um santo remédio contra enxaqueca

Relacionados