Saiba mais sobre a enxaqueca menstrual 

Saiba mais sobre a enxaqueca menstrual 

A crise enxaquecosa é uma visitante mensal e indesejada para muitas mulheres. Conheça melhor as causas e sintomas e não pense duas vezes para procurar ajuda


A enxaqueca menstrual é uma indesejada visitante mensal para cerca de 60% das mulheres que convivem com as crises de enxaqueca, enquanto até 20% das mulheres em geral sofrem com algum tipo de dor de cabeça relacionado à menstruação.

Para saber ao certo se a sua enxaqueca está relacionada ao ciclo menstrual é importante anotar quando a crise começa e termina. Para isso, você pode utilizar um diário, a agenda do seu smartphone, ou o aplicativo Diário da Cefaleia. Se a crise começar a partir de dois dias antes do início da menstruação ou dois dias depois, e se repetir todo mês ou quase todo mês, então é certo que a enxaqueca é menstrual. E vale lembrar que, para muitas mulheres, a crise começa durante a menstruação.

A principal causa da enxaqueca menstrual é a alteração hormonal característica do ciclo. Os protagonistas desta história são dois hormônios muito importantes: o estrogênio e a progesterona. Eles atuam alternadamente, com funções ora complementares, ora opostas. O importante é que aja um equilíbrio no momento de um ou outro ter maior espaço em cena.

Para as mulheres com enxaqueca menstrual, estas alterações nas atividades dos dois hormônios acabam funcionando como mais um gatilho para as crises. Afinal, a enxaqueca é uma doença crônica caracterizada por alterações químicas e hormonais no cérebro.

A intensidade e a duração da crise de enxaqueca menstrual variam bastante de mulher para mulher. Algumas têm a crise apenas no primeiro dia da menstruação, enquanto outras têm dores durante todo o período. Para algumas, a cefaleia acaba sendo suportável, e outras precisam ficar em repouso absoluto. Além da crise de enxaqueca em si, algumas mulheres também relatam um grande aumento na sensibilidade dos seios, maior irritabilidade e cólicas mais acentuadas.

A idade na qual as crises começam também pode variar bastante. Porém, é importante citar que adolescentes podem começar a enfrentar o problema desde a primeira menstruação ou pouco tempo depois. Outras mulheres passam a conviver com as crises alguns anos depois.

O importante é não pensar em se entregar! Ao contrário do que muitas mulheres acreditam, a enxaqueca menstrual não é “algo normal” ou “obrigatório”, como um pacote entregue com a chegada da menstruação. Assim como as cólicas, TPM, flutuações de humor ou sangramento excessivo, a enxaqueca menstrual também deve ser encarada como um problema que pode e DEVE ser tratado. Portanto, caso você perceba que crises de enxaqueca vêm acompanhando o seu período menstrual, não demore a relatar o problema para um médico e a solicitar o tratamento que ele considerar mais indicado.

Veja também:

O que é pródromo e como fazer para identificar esta fase?

Dicas de alimentação para deixar a cabeça livre da enxaqueca 

Relacionados