Quais são os principais desencadeantes da enxaqueca?

Enxaquecosos devem tomar cuidado com o café, o ideal é beber pequenas quantidades e evitar após as 18h

Todo enxaquecoso precisa reconhecer algumas situações problemáticas, daquelas que só de começaram a bater à nossa porta são capazes de desencadear uma crise. Ao termos conhecimento do poder negativo destas situações, nos tornamos mais capazes de lidar com elas e nos prepararmos melhor. Conheça algumas.

– Preocupações excessivas
O excesso de preocupação com algum fato – que muitas vezes ainda não aconteceu ou sequer vai acontecer – desencadeia tensão, ansiedade e estresse. Nosso organismo entende estes sinais como ameaças reais e dispara o sistema de defesa e dor. Entre os enxaquecosos, isso é capaz de desencadear uma crise.

– Ficar longos períodos em jejum
Ficar muito tempo sem comer provoca alterações no nosso metabolismo, como a baixa na taxa de açúcar e o aumento da produção de substâncias que causam dor. O ideal é comer algo a cada 3 ou 4 horas, sem exagerar.

– Dormir mal
Ao dormir bem, equilibramos nossas funções orgânicas e evitamos crises de dor, entre elas a enxaqueca.

– Ciclo hormonal
Mudanças no ciclo hormonal, como na chegada do período mestrual, pode levar a crises de enxaqueca. É por isso que elas são comuns entre mulheres no período da TPM. Irregularidades no ciclo menstrual podem agravar ainda mais este desencadeante.

– Irritabilidade e alteração do humor
Passar muito nervoso com diversas situações, engolir a raiva ou ter explosões temperamentais… Tudo isso é desencadeante de crises de enxaqueca. Aprender a relaxar e a manter a calma é fundamental.

– Exagerar no consumo de cafeína
Se o enxaquecoso exagera no café, chá preto ou mesmo refrigerantes, sabe que está criando uma possível situação determinante. O ideal é beber pequenas quantidades, e evitar a cafeína após as 18h.

– Sedentarismo
O sedentarismo é, sim, um fator desencadeantes de crise. Ficar longos períodos sem se exercitar ajuda no descontrole hormonal e desregula a formação de importantes neurotransmissores. Portanto, atividades físicas bem dosadas não podem faltar.

– Uso excessivo de analgésicos
Se o enxaquecoso começa a usar muitos analgésicos como um paliativo para dores de cabeça menos intensa, deve ter em mente que pode estar agravando a situação.

– Abusar dos alimentos enxaquecosos
Além da cafeína, o chocolate, alimentos muito gelados, gordurosos ou mesmo frutas cítricas devem ser consumidos com muita moderação pelos enxaquecosos.

Relacionados